PAGAMENTO DO RATEIO DO FUNDEB

Governo do Ceará injeta R$ 134 milhões na economia cearense nesta sexta-feira

Por Marcelo - Em 13 de janeiro de 2022

O Governo do Ceará realizará nesta sexta-feira (14), a injeção de quase R$ 134 milhões na economia do Estado, por meio da antecipação do pagamento do rateio do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Camilo Santana anunciou o pagamento do rateio do Fundeb                             Foto: Divulgação

A notícia foi veiculada pelo governador Camilo Santana, por meio de suas redes sociais. “Informo aos servidores da educação que o Governo do Estado está antecipando para amanhã (14) o pagamento do rateio do Fundeb, que estava programado para o dia 15. No total, serão 32.318 profissionais da área beneficiados com o rateio de R$ 133,8 milhões, que serão pagos em uma folha salarial extra”, disse.

Ele salientou, ainda, que trata-se de uma forma de valorizar os professores que atuam, diariamente, no trabalho de garantir a transmissão do conhecimento aos alunos da rede estadual. “Um reconhecimento muito justo àqueles profissionais que se dedicam dia e noite para fazer da educação do Ceará a melhor do País”, afirmou Camilo Santana.

Habitação

Destinado a ampliar a oferta habitacional a famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica no Estado, o Programa Moradia Ceará foi sancionado pelo governador Camilo Santana na última terça-feira. O texto da lei complementar nº 276 está publicado no Diário Oficial do Estado de ontem.

Habitações populares visam reduzir o déficit existente em todo o Estado

O programa prevê a construção de residenciais populares pelo Governo do Ceará, em locais devidamente urbanizados, garantindo o bem estar das famílias atendidas. Pela lei, as unidades habitacionais, que serão distribuídas mediante credenciamento dos potenciais beneficiários, têm garantia de infraestrutura adequada para o acesso a serviços públicos essenciais.

Também no âmbito do programa consta entre os objetivos o de “estimular a construção de habitação de interesse social por agentes privados, associações e/ou cooperativas”. Além da possibilidade de ganhar a casa própria, as famílias também poderão ser beneficiadas com o Cheque Moradia, pelo qual o Estado vai apoiar financeiramente a construção e reforma de moradias populares, bem como a aquisição de materiais de construção.

Mais notícias

Ver tudo de IN Connection