Conscientização

Médica oncologista clínica do CRIO, Geórgia Fiuza alerta sobre o Câncer de Ovário

Por Gabriela - Em 11 de maio de 2022

Georgia Aspect Ratio 1 1

Geórgia Fiuza

No último dia 8 de maio marcou, além do Dia das Mães, o Dia Mundial do Câncer de Ovário, o mais grave dos cânceres que atinge o órgão reprodutor feminino.

Visando orientar e conscientizar sobre o tema, os médicos especialistas do Centro Regional Integrado de Oncologia, o CRIO, apoiam a data e fazem um alerta sobre a neoplasia silenciosa, que demora a apresentar sintomas e pode crescer bastante antes de ser detectada.

Segundo a médica oncologista clínica do CRIO, Geórgia Fiuza, mulheres com câncer de ovário costumam ter sintomas vagos e pouco específicos, que se confundem com um mal-estar banal.

Porém, os sintomas porem variar de mulher para mulher, mas porem incluir desconforto ou dor abdominal, como gases, indigestão, cólicas e inchaço; sensação de peso no baixo ventre; sensação de empachamento mesmo depois de refeição leve; perda ou ganho de peso inexplicável; perda de apetite e cansaço.

Ainda segundo Geórgia, não existe nenhum método totalmente eficaz no diagnóstico precoce do câncer de ovário, nem exames de prevenção. “Em casos suspeitos, o médico deve avaliar o histórico da paciente, realizar o exame físico com ultrassom transvaginal e a medida no sangue do marcador tumoral CA-125”, comenta.

O diagnóstico deste tipo de tumor somente é preciso no ato cirúrgico, quando se pode ter dimensão do tipo e extensão do câncer. O tratamento principal é a cirurgia, porém, na maioria dos casos, ainda será necessária uma quimioterapia complementar.

Como prevenção, assim como deve ser feito para diminuir o risco de todos os outros tipos de câncer, devemos ter uma alimentação saudável, fazer atividade física regular, a fim de evitar a obesidade, que é um fator de risco para essa doença.

Mais notícias

Ver tudo de IN Connection