REFORÇO DA INFRAESTRUTURA DA SAÚDE

Sarto anuncia plano para atender aos pacientes com síndromes gripais e Covid

Por Marcelo - Em 12 de janeiro de 2022

O prefeito de Fortaleza, José Sarto, divulgou, nesta quarta-feira (12), o plano de ações para atendimento de pacientes com síndromes gripais e Covid-19 este ano. A iniciativa contempla ampliação assistencial nos postos de saúde da Capital, leitos exclusivos de internação para pacientes com síndrome gripal, aquisição de testes para detecção da Covid-19 e admissão de profissionais da saúde.

O plano foi desenvolvido a partir do crescimento de atendimentos na Rede Municipal de Saúde em decorrência de síndromes gripais. Os 116 postos de saúde de Fortaleza e as seis Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) acolheram 4.020 pacientes com sintomas gripais no último dia 10, enquanto um mês antes, no dia 10 de dezembro de 2021, foram 656 atendimentos.

Sarto e a equipe da saúde decidiram sobre as ações na Capital                            Foto: Divulgação

A demanda por internação em decorrência da doença também aumentou, foram 18 solicitações entre enfermaria e Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em 10 de janeiro. Já em 10 de dezembro, havia solicitação para somente seis internações.

Entre as ações a serem adotadas, José Sarto destacou a admissão de médicos do Programa Médico Família Fortaleza para compor a Rede Municipal de Saúde; o aumento de 323 leitos destinados ao atendimento das síndromes gripais, e o reforço na infraestrutura de atendimento das unidades básicas de saúde, com disponibilização de oxímetro em todas elas.

“Temos tido uma demanda muito grande nos postos de saúde e nas UPAs. Paralelamente, há uma diminuição dos profissionais de saúde, que adoecem também. Diante disso, estamos ampliando o número de leitos, aumentamos as equipes trabalhando nas UPAs, colocamos alguns postos de saúde para funcionar nos fins de semana, com horário de atendimento até 19 horas, e já contratamos 57 novos médicos”, enfatizou o prefeito.

Pedindo a colaboração dos fortalezenses para os cuidados sanitários necessários, como o uso de máscara, álcool em gel, e o respeito à proibição de aglomerações, a secretária municipal da Saúde, Ana Estela, reforçou que a principal dificuldade no setor tem sido o afastamento de profissionais infectados. A superintendente do IJF, Riane Azevedo, e o gerente da Célula de Vigilância Epidemiológica, Antônio Lima, também participaram da apresentação.

Imunização

Com uma população estimada em 2.686.612 de pessoas, Fortaleza está atualmente com 80,6% do público vacinado com a primeira dose contra a Covid-19. A segunda dose da vacina foi aplicada em 72,6% da população na Capital, e os vacinados com a dose de reforço – ou terceira dose, são 21%. Levando em conta a população considerada vacinável – a partir dos 12 anos, são 97,6% vacinados com a primeira e 87,9% com a segunda dose.

 

 

Mais notícias

Ver tudo de IN Connection