EMPREGO FORMAL

Brasil abre 401,6 mil postos de trabalho celetistas e Ceará fica em segundo lugar no Nordeste, com 12.343 novas vagas

Por Marcelo - Em 30 de março de 2021

O ministro da Economia, Paulo Guedes, comemorou o resultado de fevereiro do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, divulgado nesta terça-feira (30), demonstrando que mesmo com a pandemia de Covid-19, o Brasil conseguiu abrir 401.639 novos postos de trabalho com carteira assinada, o maior resultado para o mês.

O Novo Caged, como está sendo chamado, revelou que no mês passado ocorreram 1.684.604 contratações, frente a 1.292.965 demissões. “É o vigor e a resiliência da economia brasileira surpreendendo as expectativas. São 400 mil novos empregos, recorde para o mês de fevereiro e indicando que estamos no caminho certo da recuperação da atividade econômica”, destacou Guedes.

Emprego formal teve bom desempenho no Ceará no mês de fevereiro             Foto: Divulgação

E o Ceará não ficou de fora deste bom desempenho da economia nacional, pois registrou um saldo de 12.343 novas vagas celetistas preenchidas, fruto de 43.218 admissões e 30.875 desligamentos. Possui um estoque de 1.192.316 postos de trabalho com carteira assinada, atualmente e ficou atrás apenas da Bahia, no quesito geração de empregos, pois lá foram gerados 18.993 novos postos.

Outro dado relevante revelado pelo Caged é que o setor de serviços, mais uma vez, contribuiu fortemente para este bom desempenho, pois registrou a preenchimento de 5.892 vagas de trabalho formal; seguido pelo comércio (2.599); indústria (2.501), e construção civil (1.801). O resultado negativo ficou com o agropecuário, que fechou 450 vagas formais.

O estudo ressalta, entretanto, que o mês passado não está inserido no período de maiores restrições impostas por estados e municípios na tentativa de frear a disseminação do coronavírus em todo o Brasil. E Paulo Guedes salientou que o Governo deve priorizar a imunização da população, em especial os 40 milhões de brasileiros do mercado informal.

Ainda de acordo com o levantamento que foi realizado em todo o território nacional, o salário médio de admissão, no mês passado, ficou em R$ 1.727,05. Esse valor, na prática, denota uma queda de R$ 47,53 no salário admissional, na comparação com janeiro deste ano.

Mais notícias

Ver tudo de IN Business