FOCO EM DERIVADOS DO TRIGO

Grupo SL investe em inovação e projeta crescimento acima de 50% este ano

Por Marcelo - Em 09/02/2022 às 11:00 AM

O Grupo Santa Lúcia tem um planejamento estratégico eficiente, com foco na diversificação de seu mix de produtos derivados do trigo, investindo em inovação e na aquisição de equipamentos de última geração para ampliar a sua capacidade fabril. Sempre numa busca constante pela excelência, dedicação aos clientes e ao mercado. No ano passado, o Grupo SL registrou um crescimento de 62%, mesmo em meio a inúmeros desafios gerados pela pandemia. E para 2022, a meta é de uma nova expansão acima de 50%.

Alexandre Sales e a plantação de trigo pioneira na Região Nordeste                Foto: Divulgação

E uma das medidas mais importantes adotadas recentemente, foi arrendar a Granja Santa Lúcia para a Tijuca Alimentos, pelo período de dez anos, que possui ampla expertise nesse segmento. Com produção média de cerca de 300 mil ovos por dia, a unidade do Grupo SL já vinha em tratativas com os donos e diretores da Tijuca desde 2013. O objetivo é que, com a nova gestão, esse volume de produção seja ampliado, dando continuidade à história da Granja Santa Lúcia, fundada há 40 anos pelo empresário Raimundo Ferreira Sales.

De acordo com o presidente do Grupo SL, a transformação da empresa da família numa referência para o Ceará e o Nordeste está baseada no elevado nível de empreendedorismo, atrelado ao pensamento positivo de que tudo vai dar certo. Inclusive com uma ação inédita no Brasil, que foi o desenvolvimento de uma plantação de trigo no Ceará, em parceria com a Embrapa, cujos resultados foram excelentes, surpreendendo a todos os envolvidos. Devido a essa situação, a experiência foi replicada no Maranhão, também com amplo êxito.

Multiplicar a área  

O sucesso foi tão grande, que o objetivo é aumentar em dez vezes o resultado positivo alcançado também no Maranhão. “Partimos de 100 hectares no ano passado para mais de mil hectares este ano, uma vez que o ciclo entre o plantio e a colheita foi de 73 dias, o que animou os produtores locais”, disse Alexandre Sales. “Aqui no Ceará estamos esperando com ansiedade a liberação das águas da transposição do Rio São Francisco, pois o trigo é uma cultura que demanda bastante irrigação”, destaca o empresário.

Com atuação nas regiões Norte e Nordeste do Brasil, a empresa já prepara seu ingresso nos mercados do Sul, Sudeste e Centro-Oeste, a partir de produtos de maior valor agregado. Outro foco do planejamento é dar início às exportações. Hoje, o portfólio do Grupo SL, no segmento de trigos e derivados, é composto pelas marcas Puríssima, Damezza e Nutrilar. Recentemente, lançou a linha Coração Nordestino – que entrou no mercado no mês de janeiro.

Alexandre Sales afirma que a empresa investe em produtos de alta qualidade

“Até o ano passado, estávamos conhecendo a operação e fazendo o reconhecimento de área, clientes e concorrentes. Hoje, atuamos com produtos competitivos e de grande qualidade. Nossos produtos campeões de venda são as farinhas Puríssima e o macarrão Puríssima. Nossa linha Damezza é composta por produtos de qualidade e sabor incrível, além de uma embalagem belíssima e nobre, que lembra as de massas italianas. A farinha Damezza é a única que vem com 500 gramas, ou seja, a medida certa para a sua receita sem desperdício na hora do preparo”, explica Sales.

Nos próximos meses, o Grupo SL lançará novas linhas de biscoitos e massas, algumas delas inéditas no Ceará e no Brasil. “Serão produtos com um conceito de leveza, sofisticação, nobreza, saudabilidade e, além disso, extremamente deliciosos. Nossos projetos de inovação e diversificação são fantásticos, pois só em 2022 deveremos lançar mais de 30 novos produtos”, completa Alexandre Sales.

Mais notícias

Ver tudo de IN Business