CENÁRIOS INTERLIGADOS

LIDE Ceará debate as expectativas para este ano envolvendo ciência e economia

Por Marcelo - Em 2 de fevereiro de 2021

O LIDE Ceará realiza na próxima segunda-feira (8), às 20 horas, uma transmissão ao vivo com o tema “Ciência e Economia – Uma análise dos cenários para 2021”, com as participações da dra. Margareth Dalcolmo, pneumologista e pesquisadora da Fiocruz, uma das principais cientistas com destaque nos estudos e combate à Covid-19; e do economista Marcos Mendes, pesquisador associado em políticas públicas no Insper e que foi assessor especial do Ministério da Fazenda de 2016 a 2018.

Marcos Mendes falará sobre o cenário econômico ante a Covid-19              Foto: Divulgação

A presidente do LIDE, Emília Buarque, reforça que o grupo vem discutindo de maneira ampla desde meados do ano passado os diversos temas relevantes que dizem respeito à crise causada pela pandemia da Covid-19 e suas consequências. “Com o recrudescimento dos casos e diante das incertezas, achamos prudente trazer mais uma vez este debate, na ótica de duas pessoas respeitadíssimas e que podem fazer uma análise sob cenários distintos nestas duas áreas, a da ciência e da economia, e o que podemos esperar desse 2021”, enfatizou.

Uma das pioneiras no atendimento de pacientes com Covid-19 no Brasil, a médica Margareth Dalcolmo tem larga experiência na área de doenças respiratórias, com ênfase em pesquisa clínica em tuberculose e outras microbacterioses. Desde o início da pandemia Margareth participou de diversos programas de TV e lives, concedeu inúmeras entrevistas e escreveu artigos com o intuito de levar informação de qualidade à população brasileira.

Marcos Mendes é doutor em Economia, pesquisador associado do Insper, consultor licenciado do Senado e ex-funcionário de carreira do Banco Central e do Tesouro Nacional. Autor do livro “Por que é difícil fazer reformas econômicas no Brasil?”, foi um dos responsáveis pela elaboração das propostas do Teto de Gastos e do Regime de Recuperação Fiscal dos Estados, ambas aprovadas pelo Congresso Nacional.

Mais notícias

Ver tudo de IN Business