Rei

Em entrevista, Roberto Carlos fala sobre seus 80 anos, TOC e vacina. Confira!

Por Gabriela - Em 14/04/2021 às 1:54 PM

25158401 1678051742264484 7174056699784382183 N 800x644

Roberto Carlos

Prestes a celebrar seus 80 anos, Roberto Carlos disse em entrevista ao jornal “O Globo” que ainda luta contra o Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC). O cantor acredita que a pandemia piorou o quadro com o qual ele tem lutado ao longo dos anos. O TOC consiste em uma série de pensamentos e comportamentos repetitivos.

“Lido (com a pandemia) com total cuidado, até um pouco exagerado. Mas sigo todos os cuidados que devem ser tomados. Do conjunto de coisas que tenho do TOC, uma delas é a higienização, lavar as mãos, essa coisa toda, e isso, logicamente, ficou mais rigoroso. Não estou curado do TOC, não, ainda tem muita coisa… Estou tentando, estou lutando”, afirmou.

O cantor, que já tomou a primeira dose da vacina contra a Covid-19, afirma ser um defensor da ciência. “Eu defendo, de verdade, a ciência. A ciência é que realmente pode orientar o povo, o que deve ser feito em relação a vacina, a importância da vacina. Defendo a vacina e tudo que alguém diz em nome da ciência. Me vacinei, estou mais tranquilo e agora estou para receber a segunda dose da vacina, mas estou mantendo os mesmos cuidados de sempre. E eu repito: a vacina é muito importante e todos devem se vacinar”, disse.

Sobre a condição de ainda ser considerado “um rei” na música popular brasileira, apesar de todas as críticas negativas dispensadas a ele sobretudo nos anos 80, diz: “Encaro como uma grande demonstração de carinho que recebo das pessoas que me chamam assim e que agradeço muito, muito.” A respeito das críticas negativas, responde assim: “Se eu tivesse 17, 18 anos, estaria fazendo o mesmo tipo de música que faço hoje. Esse cara sou eu e Sereia são exemplos disso.”

Roberto Carlos tem em sua agenda para 2022, se tudo correr bem com o ciclo da vacinação, uma turnê pelo México, o projeto do cruzeiro Emoções em Alto Mar, um show em sua terra natal Cachoeiro de Itapemirim e, em seguida, uma turnê pelos Estados Unidos.

Mais notícias

Ver tudo de Notas