REUNIÃO DA CTCOVID-19

Camilo classifica pandemia de “catástrofe” e cobra maior diplomacia para acelerar a aquisição de imunizantes para o Brasil

Por Marcelo - Em 11 de março de 2021

O governador Camilo Santana classificou de “catástrofe” a morte de mais de 2.300 pessoas em 24 horas no Brasil e que é necessário um pacto nacional em defesa da vida, durante o enfrentamento da pandemia de coronavírus, bem como para a obtenção de maior quantidade de vacinas.

Camilo ressaltou a importância da diplomacia neste momento                       Foto: Divulgação

“Participei nesta quinta-feira de audiência pública com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, governadores e senadores que integram a Comissão Temporária de Covid-19. Na ocasião, reforcei a importância de termos uma coordenação nacional nesse enfrentamento à pandemia, principalmente em quatro pontos fundamentais”, disse.

Segundo o chefe do Poder Executivo estadual, eles são: celeridade na aquisição e distribuição de vacinas aos estados; credenciamento de novos leitos; financiamento da saúde e ações sociais para ajudar o povo brasileiro, como a aprovação do auxílio-emergencial.

“Em função da gravidade da pandemia e o rápido aumento de casos e óbitos em todo o País, esse diálogo permanente com o Senado Federal é muito importante para realizarmos uma ação coordenada de combate à Covid no Brasil. Há necessidade de um esforço maior nas relações internacionais, países como a China e a Índia, que fornecem o IFA para a produção de vacinas”, salientou.

Ele lamentou que o Brasil é, atualmente, o centro das atenções nesta pandemia. “Nós viramos um foco mundial pela quantidade de óbitos e de casos.Portanto,para que a gente pudesse apressar mais a vinda de vacinas para o Brasil, é importante um esforço nas relações diplomáticas internacionais pelo presidente da República, os presidentes do Senado e da Câmara, junto com a Organização Mundial da Saúde, pois eles estão muito preocupados com o avanço da pandemia aqui”, ressaltou Camilo Santana.

E destacou na reunião da CTCovid-19 a importância da união de esforços que vem realizando no Ceará em parceria com as prefeituras, para fortalecer a atenção básica, tanto que já existem 1.013 leitos de UTI exclusivos Covid e 2.537 leitos de enfermaria, perfazendo um total de 3.540 em todo o Estado. O problema, segundo ele, é o credenciamento dessas UTIs junto ao Ministério da Saúde, pois o custo é elevado.

Reunião da CTCovid-19 teve a participação so presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, governadores e outros parlamentares 

O presidente do Senado lembrou da importância da vacinação em massa dos brasileiros para frear o aumento de casos no País. “Não é uma competição entre setor público e privado: é comunhão de vontades, é convergência, é união, é solidariedade. É disso que nós precisamos. Nós não precisamos saber de onde vem, desde que seja certificada a vacina; adquirida por quem for, nós temos que usá-la para vacinar, especialmente os mais vulneráveis, os grupos de risco no Brasil, de maneira prioritária”, afirmou Rodrigo Pacheco.

Assista ao vídeo:

https://www.facebook.com/camilosantana/videos/236326421559220/

 

Mais notícias

Ver tudo de IN Connection