G9 desfeito

Cinco vereadores de oposição em Aquiraz passam a integrar base do prefeito Bruno Gonçalves

Por Deusdedit Neto - Em 09/05/2023 às 6:26 PM

Bruno Gonçalves (3)

Bruno passa a ter a maioria no parlamento. Foto: Divulgação

O grupo de nove vereadores de oposição ao prefeito de Aquiraz, Bruno Gonçalves (PL), se desfez. Nesta terça-feira, 9, cinco parlamentares do G9 decidiram integrar a base do gestor na Câmara Municipal, fazendo com que o prefeito passe a ter a maioria favorável a sua gestão no parlamento aquiraense. Em entrevista exclusiva ao IN Poder, o presidente da Casa, vereador Jair Silva (PP), lamentou a saída dos agora ex-companheiros de causa rumo à base de Bruno, mas garante que a oposição permanece fortalecida.

“É claro que não estamos felizes com essa decisão, mas vamos seguir o trabalho aqui de fortalecimento do parlamento”, disse Jair. “Ficaram quatro e nós vamos continuar na oposição fazendo o trabalho de fiscalização, de denunciar o que estiver errado. Nós não vamos entrar nesse jogo aí não. A gente vai permanecer na oposição e vamos construir uma base para fazer o enfrentamento na eleição.”

Anteriormente, dos 15 vereadores de Aquiraz, nove eram da oposição e seis da situação. Com a nova configuração, os parlamentares Chico Carlos (PDT), Carlos César (PCdoB), Fernando do Picão (PCdoB), João Paulo (PP) e Neide Queiroz (PDT) passaram a integrar a base de Bruno, juntamente dos vereadores Maurício Matos (PL), Peninha (PL), Airton Assunção (PL), Cláudio Diógenes (PL), Giselle Façanha (PSB) e Alexson Lemos (PSB), que já integravam o grupo.

Por sua vez, a oposição – que antes tinha a maioria no parlamento – atualmente terá apenas o presidente da Casa Legislativa, Jair Silva, além de Vandinho (PDT), Ney Pires (PP) e Babá (PDT).

Novo Projeto

Jair Silva é o presidente da Câmara Municipal de Aquiraz. Foto: Reprodução

O presidente ressalta que apesar da mudança, não guardará rancor dos dissidentes. Ele atribui sua posição ao cargo que exerce e ao fato de a política “ser dinâmica”. Contudo, alguns parlamentares que mudaram de lado eram muito próximos de Jair, a exemplo de Neide Queiroz, e ele reconhece que a relação pode ter algum tipo de alteração.

“Agora, é claro que com essa nova configuração política, pode sofrer alteração. No decorrer dos próximos dias é possível. Mas isso faz parte da política. Quem milita na política convive com muita naturalidade com essa dança das cadeiras, mexida no xadrez político. E tudo pode acontecer”, pontuou.

O primeiro teste com a nova composição na Câmara Municipal de Aquiraz será nesta quarta-feira, 10, quando vão acontecer as oitivas da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Merenda Escolar, na qual a gestão do prefeito Bruno é investigada por suspeita de desvios na merenda escolar do município. Na CPI, entretanto, a oposição permanece tendo a maioria.

Eleição 2024

Jair fez questão de ressaltar o planejamento da oposição para fazer frente ao atual prefeito Bruno Gonçalves na eleição do próximo ano. Ele revela que seu nome está entre os cotados para concorrer à gestão municipal, que deve contar com apoio do governador Elmano de Freitas (PT), do ministro da Educação, Camilo Santana (PT), do senador Cid Gomes (PDT), do deputado federal Eduardo Bismarck (PDT) e do presidente da Assembleia Legislativa do Ceará (Alece), Evandro Leitão.

Os nomes apontados por Jair são: o ex-prefeito de Aquiraz e do Eusébio, Edson Sá; do deputado federal Eduardo Bismarck (PDT); do secretário-executivo do Esporte do Ceará (Sesporte), Igor Pinho. O vereador também apontou seu nome como uma das possibilidades ser lançado para candidatura à Prefeitura de Aquiraz.

“Esses nomes (dos possíveis candidatos) estão todos sendo averiguados e estarão da na mesa de negociação para a construção de uma chapa competitiva e forte”, declarou.

 

Mais notícias

Ver tudo de IN Poder