Cearapió

Em Brasília, Izolda Cela defende o Estado em litígio envolvendo territórios do Ceará e Piauí

Por Gabriela - Em 11 de maio de 2022

Whatsapp Image 2022 05 10 At 16.04.26

Camily Cruz, Izolda Cela e Ludiana Façanha

A governadora Izolda Cela se reuniu nesta terça-feira (10), em Brasília, com a ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Carmen Lúcia, para tratar sobre o litígio envolvendo territórios entre o Ceará e o Piauí.

A disputa de divisas entre Ceará e Piauí compreende um território de aproximadamente 3.000 km², onde vivem 25 mil pessoas, localizado na Serra da Ibiapaba, nos limites entre os estados brasileiros do Ceará e do Piauí. As regiões reivindicadas passaram a ser popularmente conhecidas como Cearapió e Piocerá, conforme a Assembleia Legislativa do Ceará.

“Nós abrimos um canal de diálogo, e compartilhamos com a ministra a nossa visão sobre o que esse litígio apresenta. A nossa firme determinação é de fazer a defesa para aquilo que nos parece de direito, certo e legítimo, que é defender o nosso povo cearense, e o seu direito de pertencimento ao Estado do Ceará”, disse Izolda Cela.

Na semana passada a governadora já havia se reunido, na sede do Governo, com uma comissão formada por deputados que acompanham o Comitê de Estudos de Limites e Divisas Territoriais do Ceará da Assembleia Legislativa (Celditec), além da equipe jurídica e técnica do Estado para discutir a situação.

Desde o início da ação, a Procuradoria Geral do Estado (PGE), juntamente com o Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), já vêm realizando toda a defesa do estado nesse caso, que envolve territórios de 13 municípios cearenses: Granja, Viçosa do Ceará, Tianguá, Ubajara, Ibiapina, São Benedito, Carnaubal, Guaraciaba do Norte, Croatá, Ipueiras, Poranga, Ipaporanga e Crateús.

Mais notícias

Ver tudo de IN Connection