SEGURANÇA ALIMENTAR

Fernanda Pacobahyba destaca programa que valoriza as merendeiras do PNAE

Por Marcelo - Em 10/05/2024 às 8:02 PM

A presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Fernanda Pacobahyba, informou que já está disponível o primeiro episódio do reality ‘Vida de Merendeira’. Um projeto na sua opinião incrível, que tem como objetivo valorizar as mulheres e homens que garantem uma alimentação saborosa, nutritiva e de qualidade para os estudantes de todo o Brasil.

“Nessa quinta-feira (9), foi ao ar o primeiro episódio da terceira temporada desse reality que tá lindo demais. O programa vai ao ar todas as quintas, às 20 horas, no canal @saborearte e o primeiro episódio já está disponível no canal do YouTube do Sabor e Arte. Eu amei o primeiro episódio e já estou ansiosa pelos próximos”, afirma a gestora.

Fernanda Pacobahyba diz que o PNAE é uma parceria com a ONU

Ela destacou que o reality integra o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), idealizado em parceria com o World Food Programme, da Organização das Nações Unidas (ONU), para melhorar a segurança alimentar dos alunos da rede pública, matriculados em todo o território nacional.

O PNAE é um programa do FNDE, com R$ 5,5 bilhões neste ano de 2024, para fornecer 50 milhões de refeições diariamente, para mais de 40 milhõs de alunos. Mas ele não acontece sem a participação das cerca de 300 mil merendeiras (os), que estão trabalhando dia a dia em nossas mais de 150 mil escolas. E ainda temos oito mil nutricionistas engajados nesse programa”, ressalta Fernanda.

Na próxima semana será exibido o episódio da Região Nordeste. No total são cinco regiões do Brasil que contribuíram com as suas três melhores merendeiras. Infelizmente, no Ceará, não houve nenhuma qualificada. Mas o Nordeste elegerá a sua melhor, que vai participar da grande final nacional, com representantes do Norte, Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

“O interessante do programa é que todos poderão ver o que comem os meninos e meninas de cada região, como do Centro-Oeste, que tem o pequi; do Nordeste onde tem a carne seca, a farinha, nossas frutas como manga, sempre focada na realidade regional e utilizando, no mínimo, 30% de produtos adquiridos junto à agricultura familiar, mas temos exemplos de redes de ensino que utilizam até 100%, como é o caso da Prefeitura de Tauá“, destaca a presidente do FNDE.

Esse programa, segundo a gestora, tem uma relevância significativa pois, em muitas regiões do Brasil, a maioria das crianças vai para a escola para ter acesso a uma alimentação de qualidade. “Esse problema é muito observado nas regiões Norte e Nordeste, mas com esse programa estamos garantindo a segurança alimentar dessas crianças“, completa Fernanda Pacobahyba.

Assista ao vídeo do primeiro episódio do reality:

Mais notícias

Ver tudo de IN News