Novas medidas

Governo vai ampliar leitos para tratamento da Covid-19 e reforçar fiscalização em todo o Estado

Por Gabriela - Em 21 de janeiro de 2021

Coletiva De Imprensa Governo E Prefeitura

Dr. Cabeto, Camilo Santana e Sarto

Na manhã desta quinta-feira (21), Camilo Santana anunciou novas medidas de enfrentamento à pandemia do coronavírus em todo o Estado, na companhia do prefeito de Fortaleza, José Sarto, e dos secretários de Saúde do Estado, Dr. Cabeto, e da Capital, Ana Estela.

Segundo informado em coletiva de imprensa, o Governo do Ceará vai ampliar a oferta de leitos na rede pública de saúde para o tratamento exclusivo da Covid-19 e reforçar a fiscalização em estabelecimentos para evitar aglomerações e o descumprimento de medidas protetivas, como o uso obrigatórios de máscara.

Camilo disse ainda que as medidas foram adotadas pelo comitê de enfrentamento à Covid-19 em virtude do crescimento pela busca de atendimento na rede pública de saúde.

“Esse aumento de casos ao longo das semanas não vinha refletindo na demanda assistencial, na procura pela UPA, hospital, e também não vinha refletindo em óbitos. Porém, na última semana, avaliado pelos técnicos, houve aumento significativo na demanda por assistência, principalmente na Capital”, disse o governador, destacando ainda a junção por atendimentos nesse período em virtude das arboviroses, como dengue, zika, chikungunya, H1N1.

Ainda segundo ele, a ideia é retomar muitas das unidades e dos leitos que o Estado criou ao longo da pandemia. “Criamos praticamente 2.800 leitos de enfermaria e UTI durante a pandemia e quase todos foram mantidos para atender outras demandas da população com a redução do número de casos”, afirmou Camilo.

Sobre o reforço das fiscalizações, o governador disse que, nesta sexta-feira (22), ele e o prefeito de Fortaleza, José Sarto, se reunirão com as forças de segurança para tratar sobre o assunto. “Vamos intensificar a fiscalização em bares, restaurantes e estabelecimentos que estejam causando aglomeração, multando e punindo os que forem reincidentes”, ressaltou.

 

Mais notícias

Ver tudo de IN Connection