DIÁLOGO ESTRATÉGICO

Move Ceará inicia debate temas sobre desenvolvimento econômico da RMF

Por Marcelo - Em 6 de junho de 2022

A Assembleia Legislativa do Estado do Ceará (Alece) realiza nesta terça-feira (7), uma nova edição do Move Ceará abordando, até quinta-feira, as principais demandas e ações para o desenvolvimento econômico da Grande Fortaleza, composta por 19 municípios. Este será o último encontro regional realizado pelo projeto e ocorrerá em três cidades diferentes da macrorregião: Fortaleza (7), Aquiraz (8) e Paracuru (9). Na Capital, o encontro será realizado no Auditório Murilo Aguiar da Alece, a partir das 9 horas.

O evento, realizado em parceria com a plataforma TrendsCE, reunirá representantes dos sete setores produtivos priorizados pelo projeto e que estão contidos nos estudos revisitados pelo Move Ceará: Agronegócio, Economia do Mar, Turismo, Saúde, Energias Renováveis, Tecnologia da Informação e Logística. O encontro também inclui a escuta do setor de Economia de Moda, realizada especificamente no município de Fortaleza.

Evandro Leitão diz que Move Ceará tem escutado o setor produtivo             Foto: Divulgação

Para o presidente da Alece, deputado Evandro Leitão, o Move Ceará tem cumprido, desde o fim do ano passado, um importante papel na escuta de representantes do setor produtivo de todas as 14 macrorregiões cearenses. “Dentro desse cenário de retomada em que a pandemia perde força, essa é uma etapa fundamental para não apenas conhecermos as demandas, mas também dialogarmos estratégias junto aos atores da iniciativa privada e poder público, sempre no intuito de alavancar o crescimento econômico e a geração de empregos”, afirma Evandro.

A Grande Fortaleza é composta, ainda, por Aquiraz, Caucaia, Cascavel, Chorozinho, Eusébio, Guaiúba, Horizonte, Itaitinga, Maracanaú, Maranguape, Pacajus, Pacatuba, Paracuru, Paraipaba, Pindoretama, São Luís do Curu, São Gonçalo do Amarante e Trairi. A Capital é a única cidade do Nordeste que se encontrava entre os dez maiores PIBs do Brasil em 2019, com participação de 0,91%, ou R$ 67,4 bilhões do total do País, de R$ 7,3 trilhões, segundo dados do IBGE.

Segundo Luiza Martins, secretária Executiva do Conselho de Altos Estudos e Assuntos Estratégicos da Alece, alguns pontos chamaram sua atenção no levantamento. “Verificar que há uma organização territorial do setor produtivo no Ceará, do ponto de vista das 14 macrorregiões de planejamento do Estado, foi muito positivo. Agora vamos tratar essas demandas, verificar de quem são as competências para os devidos encaminhamentos; o que pode ser objeto de proposta de programas para o próximo o Plano Plurianual, que é a nossa principal lei orçamentária e, dentre os temas tratados pelo setor produtivo, aquilo que já está em andamento aqui na Assembleia”, destaca.

De acordo com informações do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), realizado em dezembro de 2021, entre os dez municípios com maior participação no PIB cearense, sete pertencem à Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), são eles: Fortaleza, Maracanaú, Caucaia, São Gonçalo do Amarante, Eusébio, Aquiraz e Horizonte. Todo o levantamento estratégico das macrorregiões do Ceará está disponível na plataforma Move Ceará (www.movece.com.br), que agrupa o acervo completo de notícias e materiais acerca dos trabalhos em desenvolvimento no Estado.

Mais notícias

Ver tudo de IN Connection