INVESTIMENTO DE R$ 22,2 MILHÕES

Prefeitura de Fortaleza criará uma central de videomonitoramento integrada

Por Marcelo - Em 29 de junho de 2022

A Prefeitura de Fortaleza anunciou nesta quarta-feira (29), a criação da Central de Gestão Integrada de Videomonitoramento de Fortaleza (CGIVFOR). A implantação ocorrerá a partir de quatro eixos, incluindo a construção do edifício da central, a ampliação do parque de câmeras na Capital, o estabelecimento de uma política pública municipal de videomonitoramento e expansão do programa de internet gratuita Wi-For.

A CGIVFOR reunirá imagens e dados das câmeras de diversos órgãos da Prefeitura, como a AMC, a Etufor, e as secretarias da Segurança Cidadã (Sesec), Gestão Regional (Seger) e de Conservação e Serviços Públicos (SCSP). A central, que será uma das mais modernas do País, será construída com recursos do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) e receberá um investimento de R$ 22,2 milhões.

José Sarto anunciou o investimentos de R$ 22,2 milhões na CGIVFOR              Foto: Divulgação

“É importante a integração de todos esses órgãos da Prefeitura, pois poderemos proporcionar uma sensação de maior segurança, confiança e cidadania para as pessoas. Essa central atuará em diversas demandas: na segurança nas ruas e nos arredores das escolas, na detecção de descarte irregular de lixo, no auxílio à busca de pessoas desaparecidas, sinistros de carros e monitoramento da mobilidade urbana”, informou Sarto.

O coronel Eduardo Holanda, titular da Sesec, também destacou a importância do trabalho integrado entre os diversos órgãos da administração municipal. “A central tem por objetivo fazer um ordenamento de toda a cidade de Fortaleza, tratando de segurança, iluminação pública, problemas de trânsito, buracos nas vias e fiscalização. A equipe será formada por 150 técnicos, que são agentes já atuantes nas secretarias, para que, à medida que as ocorrências forem acontecendo, elas possam ser atendidas, encaminhadas e resolvidas o mais rápido possível”, disse.

O presidente da Fundação Citinova, Luiz Alberto Sabóia, explicou que a CGIVFOR deverá contar com as tecnologias mais modernas de monitoramento, que irão facilitar o trabalho dos agentes e promover maior eficiência e rapidez aos serviços. Atualmente, o parque de câmeras de Fortaleza conta com 1.034 equipamentos e a previsão é chegar a 1.656 até a inauguração da central, no fim de 2023. Em 2021, início da gestão Sarto, eram 696 câmeras instaladas na cidade.

Wi-fi público

A Prefeitura também vai expandir o programa Wi-For, com a instalação de 100 novos pontos de wi-fi público em Fortaleza. Hoje a cidade conta com 102 e, até o fim de julho, terá 202. A meta é chegar a 1.000 pontos até o fim da atual gestão, em 2024. “Junto às medidas de monitoramento, iremos também ampliar a rede wi-fi. Isso vai facilitar a vida das pessoas, pois iremos melhorar o nosso cinturão digital e proporcionar maior velocidade e conectividade para o fortalezense”, destacou José Sarto.

Mais notícias

Ver tudo de IN Connection