Primeiro voto

Luizianne requer que Câmara Federal realize campanha para que jovens de 16 e 17 anos tirem o título de eleitor

Por carol - Em 13 de abril de 2022

A deputada federal Luizianne Lins (PT/CE) apresentou ao presidente da Câmara dos/as Deputados/as o Requerimento 547/2022 para que a Casa Legislativa promova uma campanha para que jovens de 16 e 17 anos obtenham o título de eleitor.

14ed5d65 1a9a 4b22 B815 2c8ac5deecd4

Luiziane Lins

Na justificativa do Requerimento, Luizianne afirma que, acordo com matéria divulgada na imprensa brasileira, menos de um a cada cinco jovens de 16 e 17 anos tirou o título de eleitor para ficar apto a votar nas eleições de 2022. O prazo para tirar o documento termina no próximo dia 04/05 e o título pode ser requisitado via internet através do site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na Internet: https://www.tse.jus.br/o-tse/corregedoria-geral-eleitoral/sistemas-e-
servicos-1/titulo-net. Além disso, quem tem mais de 15 anos e faz 16 até a data do primeiro turno (02/10/2022) também pode se cadastrar para votar.

Para a parlamentar, apesar dos esforços do TSE, que sempre realiza campanhas junto às escolas e agora se moderniza nas redes sociais da Internet (envolvendo jogadores e artistas), a divulgação tem passado quase despercebida devido à pandemia do coronavírus e à inércia do governo federal em ações educativas.

“Nesse sentido, é crucial que todos/as os/as parlamentares brasileiros/as abracem esta causa e procurem estimular os/as jovens de seus respectivos estados a se credenciarem para o voto consciente, entendendo que a política é fundamental na vida cotidiana, não só dos adolescentes como de suas relações afetivas e familiares. O direito à cidade, habitação, educação, saúde, cultura, ao meio ambiente e o fim da privação dos direitos requer políticas públicas voltadas para os/as mais necessitados/as e políticos/as compromissados/as em reduzir a brutal desigualdade social existente em nosso país”, assinala Luizianne.

Ela destaca ainda que é papel da Câmara Federal conscientizar os/as jovens para a participação política e também para a maior participação feminina, de negros e negras, trabalhadores e trabalhadoras no parlamento. “O que está em questão não é somente o próximo pleito eleitoral e, sim, o futuro do Brasil e o projeto de Nação que queremos”.

 

Mais notícias

Ver tudo de IN News