ENERGIA EM PAUTA

Sindienergia-CE debate investimento de R$ 50 bilhões em linhas de transmissão

Por Marcelo - Em 23 de maio de 2022

O Sindienergia-CE, em parceria com a Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) e o Sebrae Ceará, realiza nesta quinta-feira (26), 17ª edição do Energia em Pauta. O tema escolhido será: “Linhas de transmissão: investimentos previstos no Plano de Desenvolvimento Energético – PDE 2031”. A discussão será transmitida ao vivo, direto do Observatório da Indústria da FIEC, para o público interessado, por meio do canal do Sindienergia no YouTube (Sindienergia CE).

Luis Carlos Queiroz realizará a moderação do evento na FIEC                          Foto: Divulgação

Grandes nomes do setor energético, ligados ao setor elétrico, participarão do evento: Reive Barros dos Santos, diretor de Engenharia da Chesf; Erik Eduardo Rego, diretor de Estudos de Energia Elétrica da Empresa de Pesquisa Energética – EPE, e Gustavo Silva, diretor de Operações da Qair Brasil. Na moderação, Luis Carlos Queiroz, presidente do Sindienergia-CE e CEO da B&Q.

O anúncio da estimativa de investimentos na ordem de R$ 50 bilhões pelo Governo Federal em linhas de transmissão, com o objetivo de escoar a energia elétrica produzida em fontes renováveis nos estados do Nordeste, com o PDE 2031, foi considerado um avanço, pelo valor recorde, mas, ao mesmo tempo, gerou certa frustração no setor, pelo prazo para a aplicação dos recursos – até 2031.

“Para que o setor pudesse se desenvolver de maneira plena e garantir maior segurança energética ao País, seria necessário um investimento bem superior ao anunciado. Dessa forma, nossa capacidade de produção energética seria explorada de maneira bem mais eficiente e chegaria a outros estados e regiões sem grandes dificuldades. Para se ter uma ideia, dos dez primeiros estados com maior potência de produção de energia solar instalada, sete estão no Nordeste. Isso precisa ser valorizado”, enfatiza Luis Carlos Queiroz.

“As autoridades devem tomar consciência de que investir em novas linhas de transmissão e qualificar as já existentes é apostar na eficiência energética, na redução de custos e na sustentabilidade. Para um País com as dimensões do Brasil, essa medida deve ser vista como uma ação de investimento estratégico de alto impacto positivo”, reforça o presidente do Sindienergia-CE. Os interessados em acompanhar a discussão do 17° Energia em Pauta devem realizar a inscrição por meio do link: https://bit.ly/energiaempauta17, disponível também no perfil do Sindienergia-CE no Instagram (@sindienergiaceara).

Mais notícias

Ver tudo de IN Business