Test drive

Dirigimos a Toro top: ótima dirigibilidade, tecnologia abundante e potência se destacam

Por jota - Em 16 de novembro de 2021

Jota Pompílio, editor

 

Img 20211116 Wa0001

Fotos: Jota Pompílio.

Neste feriadão, a Road In testou uma picape que cansou de ver nas estradas, a Toro, mas na sua versão top, a Ultra. Durante 5 dias, a picape italiana 2.0, 4×4, foi nossa companheira de viagem de Fortaleza a Mulungu, região serrana no Maciço de Baturité.

Img 20211004 Wa0012

Subi à serra nela é uma beleza! Não precisava nem acelerar para o motor turbodiesel responder subidas íngremes. Antes, a cena era outra: ruas congestionadas, rodovias de alta velocidade para chegarmos a rodovia de serra, estradinha municipal e, finalmente, estradas de terra e trilhas com muita pedra, poeira e subida. Toro, eis seu habitat!!

Img 20211007 Wa0003

Ao volante a Toro fica num meio-termo entre um utilitário e um sedan. Não é tão alta nem grandalhona como uma S10, Hilux ou Ranger, mas tem uma dirigibilidade mais esportiva que as acimas citadas. A suspensão absorve bem as irregularidades e eventuais buracos no piso, e não é “molenga”, pois não sai dançando nas curvas.

Bem-servida de equipamentos, ela tem chave presencial (ah, você pode ligar o motor por ela, de longe) sensores de chuva e crepuscular, apoio de braço no banco traseiro, ar-condicionado digital de duas zonas, airbag duplo, controles de tração e estabilidade, controle de rampa e de subida… O painel conta com um mostrador colorido que agrega várias funções (incluindo monitor de pressão dos pneus) e a central multimídia é bem completa, com direito a pareamento com Android Auto e Apple CarPlay e navegação integrada. É muita coisa, né não?!

Img 20211116 Wa0007

Belo rostinho, fera de motor

Para quem compra carro de olho no motor, o conjunto motriz da Toro Ultra é o mesmo das versões mais caras, composto pelo 2.0 16v turbodiesel, que rende 170 cv de potência a 3.750 rpm e 35,7 kgfm de torque a 1.750 rpm, conjugado à transmissão automática de nove velocidades e com tração 4×4. O conjunto mostra bastante força, evidenciada em arrancadas e – principalmente – retomadas, sem penalizar no consumo (durante o teste rodamos por volta de 200 km e foi consumido cerca de 1/4 do tanque).

Fiat Toro Ultra T350 Diesel 2502 Scaled

Colocando na tração 4×4, em nenhum momento a Toro Ultra 4×4 Diesel encalhou nas manobras nos pisos de terra, pedra, grama ou areia. A leveza da direção elétrica e os sistemas eletrônicos de segurança (mais utilizados nas rodovias) também merecem elogios, bem como a posição de dirigir e o conforto a bordo para cinco pessoas.

Img 4153

Onde comprar

Para reforçar, a Fiat Toro Ultra 4×4 Diesel é a topo de linha. Em Fortaleza (CE), nesta versão, na Vouga ou CDA, autorizadas Fiat do Grupo Carmais, custa R$ 200.890. No final das contas, depois de passar 5 dias com a picape número 2 do Brasil (só perde em vendas para a Fiat Strada), utilizando-a na cidade, na estrada, na rua, na chuva ou na fazenda, minha opinião é que a Toro Ultra 4×4 Diesel é uma boa companheira de viagem, ótima em ultrapassagens e nunca vai te deixar na mão!

Img 20211007 Wa0006

 

 

 

 

Mais notícias

Ver tudo de IN Road