Educação inclusiva

Dayany Bittencourt propõe inclusão do ensino de Libras nas escolas brasileiras

Por Deusdedit Neto - Em 17/05/2023 às 1:17 PM

Whatsapp Image 2023 04 20 At 10.52.17

Foto: Divulgação / Câmara dos Deputados

A deputada federal Dayany Bittencourt (União Brasil), apresentou o Projeto de Lei (nº 2545/2023), que inclui a Língua Brasileira de Sinais (Libras), nos currículos da educação básica. A proposta tem como principal objetivo promover a inclusão e acessibilidade. Dayany aponta, como justificativa, a contribuição para a formação de cidadãos mais conscientes e inclusivos.

A Língua Brasileira de Sinais já é considerada, por lei, a segunda língua oficial do país. A deputada reforça que “o PL irá contribuir para a formação de professores, tornando-os aptos a se comunicarem com alunos surdos e a desenvolver práticas pedagógicas mais inclusivas”.

“A aprendizagem da LIBRAS promove a convivência e o respeito à diversidade, contribuindo para a formação de cidadãos mais conscientes e inclusivos. Importante frisar ainda que o PL também contribui para a formação de professores, tornando-os aptos a se comunicar com alunos surdos e a desenvolver práticas pedagógicas mais inclusivas”, escreveu a parlamentar na justificativa.

“É imprescindível que a Libras seja valorizada, visto que a sua inserção permite que todos os alunos, em especial os surdos, possam participar de maneira plena e efetiva nas atividades escolares, garantindo o direito à educação inclusiva”, finalizou a parlamentar na propositura.

Mais notícias

Ver tudo de IN Poder