COMBATE À COVID-19

Prefeitura de Fortaleza realiza mutirão visando cadastrar crianças para vacinação

Por Marcelo - Em 13 de janeiro de 2022

Pais ou responsáveis por crianças entre cinco e 11 anos devem ficar atentos nesta sexta-feira (14), ao mutirão que a Prefeitura de Fortaleza realiza visando cadastrá-las na vacinação contra a Covid-19. O anúncio foi feito pelo prefeito José Sarto nas redes sociais, hoje, visando proporcionar o acesso a quem não dispõe de internet ou que tenha alguma dificuldade durante o cadastro no Saúde Digital (https://vacinacaocovid.saude.ce.gov.br).

Sarto destaca locais para o cadastramento na vacinação das crianças               Foto: Divulgação

O mutirão vai promover pontos de apoio nas 12 Secretarias Executivas Regionais, quatro Cucas, Centro Cultural Canindezinho, 27 Centros de Referência de Assistência Social (Cras), três Centros de Cidadania e Direitos Humanos (CCDH) e quatro terminais de ônibus (Messejana, Papicu, Antônio Bezerra e Parangaba). Ao todo, serão 51 equipamentos mobilizados, onde a população poderá contar com equipes preparadas para receber os pais e responsáveis pelas crianças.

A força-tarefa incluirá, também, os agentes escolares e outros profissionais da Secretaria Municipal da Educação (SME), para identificar os alunos da Rede Municipal de Ensino na faixa etária ainda não cadastrados na plataforma, realizando a busca ativa, para garantir a adesão. As equipes das unidades escolares já estão atuando na sensibilização sobre a importância da imunização e cadastramento dos estudantes.

Durante o anúncio, o prefeito José Sarto enfatizou a importância do mutirão para garantir o cadastro das crianças. “Estaremos realizando esse cadastramento em diversas localidades de Fortaleza, assegurando acesso à internet aos pais e responsáveis, com atendimento de segunda a sexta-feira, de 8 às 17 horas”, destacou o prefeito.

Para efetuar o cadastro, é necessário apresentar o número de CPF e o Cartão Nacional de Saúde (CNS). Segundo Sarto, para os casos em que a criança não tem o cartão, a prefeitura facilitou o procedimento de emissão, nos 116 postos de saúde. É preciso apresentar um documento oficial de identificação da criança e comprovante de residência.

“É Importante lembrar que é preciso ter o Cartão do SUS, mas, se por uma razão ou outra alguém não tenha, a gente está fazendo aqui uma interlocução entre a SMS e a SME para desburocratizar esse procedimento nos postos de saúde, para que a família tenha o número e possa se cadastrar na plataforma, e, na sequência, a gente possa agendar e vacinar essa população”, completou José Sarto.

Mais notícias

Ver tudo de IN Connection