INVESTIMENTO DE R$ 21,28 MILHÕES

Sarto dá o start em obras de saneamento a serem financiadas pelo Banco Mundial

Por Marcelo - Em 4 de junho de 2021

O prefeito José Sarto e a secretária do Urbanismo e Meio Ambiente, Luciana Lobo, assinaram nesta sexta-feira (4), a ordem de serviço para as obras que vão proporcionar a interligação à rede de esgoto de moradias de baixa renda situadas na bacia da vertente marítima, fruto de um investimento de R$ 21,28 milhões, financiados pelo Banco Mundial (Bird).

Com a iniciativa, que inclui bairros como Barra do Ceará, Pirambu, Carlito Pamplona, Cristo Redentor e Jacarecanga, a Prefeitura de Fortaleza reforça o compromisso de melhorar a qualidade de vida da população. “É um projeto extremamente importante na área da saúde, do meio ambiente e do saneamento. Vai realizar mais de duas mil ligações e, certamente, impactar muito positivamente nas condições de balneabilidade do Litoral Oeste”, enfatizou o prefeito.

Jose Sarto e Luciana Lobo anunciaram a importante intervenção na Capital     Foto: Divulgação

O projeto Se Liga na Rede faz parte do Programa Fortaleza Cidade Sustentável (FCS), que visa à integração dos ambientes natural e construído da cidade. O objetivo é impedir que o esgoto de moradias que ainda não estão interligadas à rede vá parar na orla marítima, tendo como grande benefício possibilitar a melhoria na balneabilidade da orla situada na orla da Capital. A assinatura faz parte das ações em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, que ocorre amanhã.

De acordo com a secretária Luciana Lobo, este é o primeiro financiamento específico para a área ambiental e de sustentabilidade. “São obras que vão impactar positivamente o meio ambiente da cidade e a vida dos moradores, em especial os residentes nos bairros das áreas de intervenção e no seu entorno. O Se liga na Rede vai gerar muitos dividendos socioambientais e mais do que obras de engenharia, trata-se de uma grande inovação social”, ressalta.

O projeto Se Liga na Rede será executado pela Athos Construções e integra o FCS, que representa um investimento total de R$ 392,8 milhões, financiado pelo Bird. “A gente está cuidando, além da saúde, do meio ambiente, do saneamento da cidade. A gente sabe que, a cada dólar investido no saneamento, a gente economiza uma despesa de quatro dólares na saúde pública”, salientou José Sarto.

Mais notícias

Ver tudo de IN Connection