ISENÇÃO DE IMPOSTO

Isenção de IPI para PCD impulsiona as vendas e Grupo Newland projeta expansão de 30% nos negócios para 2022

Por Pompeu - Em 11 de janeiro de 2022

O presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou a lei 14.287/21 que prorroga, até 31 de dezembro de 2026, a isenção do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) na compra de carros novos por taxistas, motoristas de aplicativo e pessoas com deficiência (PCD). Com isso, o teto do IPI, que, anteriormente, era de R$ 140 mil, foi ampliado e vale para a aquisição de veículos novos de até R$ 200 mil, incluídos os tributos incidentes.

Credito Edimar Soares O Otimista (14)

Gabriela Carvalho Credito Edimar Soares O Otimista (14)

Para a diretora comercial e de marketing do Grupo Newland, Gabriela Teixeira de Carvalho, esse projeto de lei possibilita que o Grupo comece 2022 com boas expectativas. “É crescente o número de pessoas com direito a essa isenção e, devido a sanção dessa lei em março de 2021, onde o Governo Federal limitou a R$ 140.000,00 o teto do IPI, acabou por restringir muito o portfólio dos veículos dentro dessa faixa de preço, consequentemente, houve uma desaquecida de vendas nesse canal”. E completa: “Uma vez esse projeto de lei aprovado com esse novo teto de R$ 200.000,00, já aumenta a diversidade de produtos para esse público, voltando a acelerar o ritmo de vendas nesse começo de ano”.

Vantagens oferecidas pelo Grupo Newland
Desde que iniciou sua trajetória, em 1992, o Grupo Newland está sempre buscando oferecer modernização e qualidade a seus clientes. Gabriela afirma que, além da isenção de IPI, os compradores que buscam o direito desse canal, sejam taxistas ou pessoas com deficiência, podem encontrar diversas outras vantagens no momento de adquirir o veículo desejado. “Algumas das montadoras que trabalhamos concedem, adicionalmente a essa isenção, um desconto que pode chegar até 19%, quando somados o % de desconto da isenção + o % de desconto concedido pela fábrica. Além, claro, de toda a excelência no atendimento, com toda transparência e credibilidade no serviço prestado, já conhecido no Grupo”, enfatiza.

Novo teto e crescimento nas vendas
A diretora comercial e de marketing do Grupo Newland afirma que, com esse novo teto, as perspectivas são as de que as vendas sejam ampliadas em torno de 20 a 30%. “No passado, quando não havia limite de teto do IPI, fazendo com que outros modelos de maior ticket médio pudessem entrar também nesse benefício, tínhamos praça, onde o público PCD é muito forte, chegando a representar quase 50% do volume total. Já sobre o todo de vendas no canal de venda direta, no Grupo, o PCD representava em torno de 50% das vendas vinda da venda direta da fábrica. Ou seja, sempre foi um canal de muita representatividade”, pontua Gabriela.

Novo teto e modelos disponibilizados
Com 24 concessionárias nos três estados do Nordeste (Ceará, Paraíba e Piauí), comercializando algumas das maiores e melhores marcas do mundo, o Grupo Newland oferece um portfólio recheado de diversos segmentos e gostos para o cliente que deseja adquirir o sonho do seu veículo zero quilômetro no canal de PCD.

“Começando pela marca Toyota, temos desde o modelo Yaris, nas versões Hatchback e Sedan, como o queridinho e líder de vendas Corolla Sedan, tanto nas motorizações flex e híbridas, como o recém lançado SUV da Toyota, Corolla Cross. Já na marca Jeep, temos os 2 SUVs líderes de suas categorias inseridos nesse benefício: tanto o Jeep Renegade, como o Jeep Compass, ambos nas motorizações flex”, assevera Gabriela.

Ainda conforme a diretora, cada consumidor tem a escolha de um carro de sua preferência, visto que dentro do portfólio de veículos com direito ao benefício, existem opções para quem curte tanto o segmento dos hatchbacks, como dos sedans pequenos e médios, como dos SUVs de pequeno e médio porte.

Credito Edimar Soares O Otimista (28)

Carol Mota e Gabriela Carvalho

“É muita opção à disposição de nossos clientes e opções que são as melhores, visto suas participações de mercado e a aceitação de todos esses modelos no gosto dos cearenses. O cliente que escolhe o que melhor se adequa às suas necessidades e nós atendemos como melhor fazemos na prestação de serviço na venda do seu sonhado carro”, diz.

Perspectivas e novos projetos
Em volume de vendas, devido ainda a instabilidade de produção na cadeia automotiva, o Grupo Newland obteve um crescimento de 15% em 2021 se comparado ao ano anterior, fechando com 16 mil carros vendidos.

“Para 2022, viramos já com uma carteira para atendimento nesses primeiros meses em torno de 1.500 carros e com expectativa de chegar a 21 mil carros faturados no ano, representando um crescimento frente a 2021 de 30%. Esperamos que com todos os desafios de falta de componentes no setor automotivo e com todos os demais desafios eleitorais, econômicos e na saúde, cheguemos nesses números traçados. Esforço e trabalho não faltarão”.

Atualmente, o Grupo Newland representa as marcas Toyota, Lexus, Jeep, Ram, Mercedes-Benz, Jaguar, Land Rover e Porsche, além das lojas Newland Select, abrangendo os melhores e mais desejados seminovos do mercado. Para este ano, a diretora adianta que um novo projeto de expansão irá movimentar a capital cearense.

“Teremos uma nova Jeep chegando, mas agora, em um outro lado da cidade. Será no bairro Presidente Kennedy, pertinho de nossa Toyota, e nos arredores do shopping Rio Mar Kennedy”. E finaliza dizendo: “O futuro em nosso segmento vem na eletrificação. Estamos trabalhando para que, em curto e médio prazo, comecemos a trazer mais opções de elétricos em nossos mercados junto às montadoras. Vamos aguardar”.

Mais notícias

Ver tudo de IN Business