INVESTIMENTOS BILIONÁRIOS

Novo marco do saneamento básico deve alavancar o setor da construção pesada

Por Marcelo - Em 26 de dezembro de 2021

Os planos de saneamento exigidos pelo novo marco regulatório, com a universalização do saneamento nos próximos dez anos, deverão fomentar investimentos e alavancar o setor da construção pesada no Brasil e no Ceará. Para se ter uma ideia, desde que a lei foi sancionada, já foram realizados seis leilões, com mais de R$ 40 bilhões de investimentos contratados no País.

Dinalvo Diniz lembrou que mais de R$ 40 bilhões já foram contratados          Foto: Divulgação

De acordo com Dinalvo Diniz, presidente do Sindicato da Indústria da Construção Pesada do Ceará (Sinconpe), as metas estabelecidas pelo marco e a eliminação de barreiras para realização dos investimentos deverão impactar fortemente o setor da construção pesada, considerando que quase metade dos brasileiros ainda vive sem acesso à rede de esgoto.

“Estamos atravessando tempos difíceis. Tivemos o alinhamento de vários vetores negativos que poderiam impactar o setor da construção pesada no País, mas estamos vendo oportunidades que poderão nos colocar em um ciclo de oportunidades e crescimento”, afirmou o sindicalista.

“Uma vertente de forte impacto para o setor é a possibilidade de, retirados os óbices ainda presentes, termos concretamente o início de um programa grandioso de implantação de saneamento, que alinhará elevadas somas em investimentos e proporcionará uma substancial melhora nas condições de vida da população”.

De acordo com as metas do novo marco, as empresas de saneamento terão de garantir, até 2033, o fornecimento de água potável a 99% da população e o serviço de coleta e tratamento de esgoto a 90%. Segundo dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (Snis), hoje, apenas 55% dos brasileiros são atendidos pela rede de esgoto e 84,1% têm acesso à rede de água.

Mais notícias

Ver tudo de IN Business