Modelos da GM

Tracker e Onix dobram a produção para recuperar tempo perdido

Por jota - Em 23 de setembro de 2021

Jota Pompílio, editor

 

 

Chevrolet Onix 2022 1 12082021 49924 960 720

Chevrolet Onix

Por causa da falta de semi-condutores, a Chevrolet foi uma das mais afetadas, senão, a mais. Consequência? Clientes em filas homéricas esperando seu primeiro Onix, Onix Plus ou seu primeiro SUV Tracker – que está bombando em vendas em seu segmento.

Entretanto, para consertar esse tempo perdido, as fábricas da GM em São Caetano do Sul (SP) e Gravataí (RS) dobrarão seus volumes ao retomar o segundo turno de produção no dia 27 de setembro e 4 de outubro, respectivamente.

Download

SUV Tracker

“Nos preparamos para este momento e faremos de tudo o que está ao nosso alcance para atender à demanda dos clientes Chevrolet ao mesmo tempo em que mantemos nosso foco na sustentabilidade do negócio na região”, afirma Santiago Chamorro, presidente da GM América do Sul. “Este é um momento muito importante para funcionários, sindicatos, fornecedores, concessionários e consumidores”, complementa.

Pressa, mas com qualidade

No ranking, os novos Onix, Onix Plus e Tracker são os modelos que mais vendem da marca, por isso, a importância e pressa da marca. Com o aumento da produção em São Caetano do Sul (SP) e Gravataí (RS), todas as fábricas da GM passam então a operar em dois turnos. O complexo de São José dos Campos (SP), onde é feita a Nova S10, também trabalha em ritmo acelerado desde maio para atender à crescente demanda pela picape, que alcançou a liderança no segmento em agosto, impulsionada sobretudo pelo bom momento que atravessa o agronegócio.

SEgundo a GM, a confiança na retomada do crescimento da Chevrolet está calçada nos diferenciais estratégicos que a empresa construiu até então, como uma imagem de marca forte, um portfólio de veículos renovados e tecnológicos ao encontro dos novos anseios do consumidor, além de uma rede de concessionárias atuante e capilarizada por todo país.

Para colocar a GM nos trilhos, são R$ 10 bilhões que estão sendo destinados ao desenvolvimento de novos produtos, como a Nova Montana, e a modernização das fábricas da empresa no Estado de São Paulo. “Esses investimentos vão alavancar a nossa estratégia de crescimento para os próximos anos no Brasil e na América do Sul, com novas tecnologias e produtos que vão contribuir para melhorar a rentabilidade e garantir um futuro sustentável para o negócio”, declarou Chamorro.

Mais notícias

Ver tudo de IN Road