DESAFIOS E ESTRATÉGIAS

Élcio Batista comanda o debate sobre planejamento das cidades brasileiras

Por Marcelo - Em 27 de maio de 2022

Fortaleza sediou nesta sexta-feira (27), o primeiro Encontro de Gestores de Institutos de Planejamento nacionais, com o objetivo de fortalecer o diálogo entre institutos e organizações, compreender como aprimorar o planejamento no Brasil e construir caminhos para enfrentar os desafios das cidades, considerando as singularidades e semelhanças entre os territórios. O evento foi promovido pelo Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor).

Élcio Batista destacou a importância do planejamento das cidades                      Foto: Portal IN

“São dez cidades que têm institutos ou departamentos de planejamento que estão aqui. O encontro é para iniciarmos a construção de uma rede de institutos de planejamento no Brasil. E com três objetivos: fortalecer a cultura do planejamento de longo prazo, nos municípios brasileiros; estimular a criação de institutos de planejamento nas cidades, sobretudo aquelas acima de 500 mil habitantes ou que fazem parte de regiões metropolitanas, e, a partir da rede, criar uma instância de debate de discussão pública permanente, que seja a grande responsável pela articulação nos estados, com o Governo Federal, com órgãos internacionais que trabalham com objetivos voltados para o desenvolvimento sustentável”, explicou o vice-prefeito de Fortaleza e superintendente do Iplanfor, Élcio Batista.

Com a rede será possível planejar o desenvolvimento sustentável no Brasil, nas cidades, para o futuro. A troca de experiências objetiva a construção de uma rede colaborativa entre os departamentos de planejamento urbano. Gestores e assessores de planejamento urbano das cidades de Fortaleza, Redenção (PA), Recife, Campo Grande, Cuiabá, Rio de Janeiro, Londrina e Maringá (ambas no Paraná) participaram do evento. Os representantes dos municípios de Niterói e Sobral são ouvintes convidados.

O evento recebeu o apoio institucional do ONU-Habitat (Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos) e da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ), GmbH – Agência Alemã de Cooperação Internacional, por meio dos projetos Andus e DUS, e da plataforma ReDUS (Rede para o Desenvolvimento Urbano Sustentável). O superintendente do Iplanfor destacou, ainda, que um quarto objetivo do evento é repensar, resignificar e reinventar os institutos de planejamento existentes no Brasil, fazendo com que eles possam se transformar em unidades do Século XXI, que utilizem novas tecnologias, metodologias, trabalhando novos processos de planejamento.

Cidades planejadas têm maior facilidade para a obtenção de financiamentos

“É muito importante a gente estar sediando esse primeiro encontro aqui em nossa Capital. O Estado do Ceará e a cidade de Fortaleza têm uma cultura de planejamento, por isso que a gente tem melhores indicadores do que algumas capitais em certas áreas. E o Ceará tem melhores indicadores em outras áreas, também por essa cultura. Também é muito importante isso é que a partir de agora a rede será criada e a partir disso a gente vai ter um protagonismo não mais isolado, mas conectado com muitas cidades brasileiras e até no exterior. O mundo está muito conectado e essas conexões geram muito capital social, que cria mais oportunidades, não só para colaboração, mas para a troca, experimentação e, obviamente, conseguir financiamentos para projetos da própria cidade”, completou Élcio Batista.

Mais notícias

Ver tudo de IN Connection